sábado, 24 de outubro de 2009

NOVA ORTOGRAFIA - os prefixos co-, re-, pre- e pro-

MUITA ATENÇÃO AO ESCREVER PALAVRAS FORMADAS PELOS PREFIXOS co-, re-, pre- e pro-.

Fique atento às palavras formadas por esses prefixos!

Houve modificações sobre o texto original do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em 1990 por 7 países (Timor Leste fez sua adesão em 2004), em relação às regras que orientam o uso dos prefixos co-, re-, pre- e pro-.

Essas alterações aparecem na Nota Editorial da 5ª Edição do VOLP (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa), no item III-A-4-1, no qual consta o seguinte:

 "Não se emprega o hífen: 
1) Nas formações com os prefixos co-, re-, pre- e pro-, mesmo nos encontros de vogais iguais ou quando o segundo elemento começa por h, como coautor, coocupante, coabitar, coerdeiro, reabilitar, reescrever, preexistência; proativo."


 Fique atento! Alguns materiais impressos (dicionários, gramáticas entre outros), ou via Internet, que se anteciparam à publicação do VOLP, não contemplam as alterações acima referidas. Em função disso, apresentam palavras formadas pelos prefixos co- e re-, por exemplo, separadas por hífen, seguindo a regra pela qual ele é obrigatório, quando o segundo elemento inicia pela letra "h" ou pela mesma vogal com a qual termina o prefixo. Você pode encontrar, por exemplo, separadas por hífen, as palavras: co-herdeiro e re-escrever. Mas,Pela Nova Ortografia. Essa não é a forma correta.


Observação: se os prefixos pós-, pré- e pró- forem tônicos, acentuados e conservarem autonomia vocabular, emprega-se o hífen. É o que consta na Base XVI do Novo Acordo, a qual se refere aos casos em que se emprega o hífen:

"Nas formações com prefixos tónicos/tônicos acentuados graficamente pós-, pré- e pró- quando o segundo elemento tem vida à parte (ao contrário do que acontece com as correspondentes formas átonas que se aglutinam com o elemento seguinte): pós-graduação, pós-tónico/tônico (mas pospor); pré-escolar, pré-natal (mas prever); pró-africano, pró-europeu (mas promover)".

Outros exemplos: preestabelecer, preencher, preeminente, preexistir, predispor, posfácio, pospasto, posponto; mas pré-estreia, pré-eleitoral, pré-escola, pré-fabricado, pós-eleitoral, pós-graduação, pós-guerra, pós-parto.

Fontes: Escrevendo pela nova ortografia: como usar as regras do novo acordo ortográfico da língua portuguesa, Instituto Antônio Houaiss/coordenação e assistência de José Carlos Azeredo. - 2 ed. - São Paulo: Publifolha, 2008, p. 97.
VOLP (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa) - 5ª Edição, 2009.


6 comentários:

Reginaldo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Reginaldo disse...

Muito bom, me ajudou bastante na revisão de texto no meu serviço.

Thaís disse...

Explicação perfeita!

Anônimo disse...

Bem, então, resumindo: sendo tônico, vai o hífen; não sendo, não vai. É isso mesmo?

Paulo Linhares disse...

Excelente ferramenta on line. Parabéns. Adicionei ao meus "favoritos". Beleza.

Paulo Linhares

Lord M disse...

Olá seguindo as dicas a palavra "Pró-revolução" está grafada corretamente?